sábado, 3 de novembro de 2012

Carta Informativa - Novembro de 2012

Castelnuovo Del Garda, Itália, 03 de Novembro de 2012.

“Não te importes muito de saber quem seja por ti ou contra ti; mas trata e procura que Deus seja contigo em tudo que fizeres.” (Thomas à Kempis)

Amados irmãos e companheiros na obra missionária,

     Graça e paz vos sejam multiplicadas.

     Queremos iniciar esta carta agradecendo a todos amados irmãos por estarem em nossa retaguarda de oração e contribuição.
     No dia 28 de outubro começou o horário de inverno aqui na Itália, onde os relógios são atrasados em uma hora, com esta mudança e com o horário de verão no Brasil, a diferença para o horário do Brasil, que era de cinco horas, agora é de apenas três horas (na frente). Como é comum no inverno os dias estão ficando cada vez menores. Nas últimas semanas temos tido dias cinzentos, frios e com muita chuva. Apesar do inverno de Portugal ser bem mais frio do que no Brasil, aqui na Itália é ainda mais frio. O inverno ainda nem começou e as temperaturas já estão bem baixas. A previsão para os próximos dias é máxima de 10º e mínima de 3º, sendo que na verdade, a sensação térmica é ainda menor.
      Mesmo estando há apenas dois meses na Itália temos procurado estar ativos nos trabalhos da Igreja. O Pr. Celso e sua família têm sido uma grande bênção para nossas vidas neste tempo. Temos procurado nos esforçar principalmente no aprendizado da língua, pois as necessidades espirituais da Itália são gigantescas, com mais de 70% das cidades italianas sem uma única igreja evangélica. Não tem sido nada fácil, mas com a graça do Senhor, tenho conseguido acompanhar os demais alunos no curso de italiano que estou fazendo. Neste mês tivemos três provas (italiano, matemática e ciência), sendo que a nota não pode ser inferior a 6. Para complicar, mesmo em matemática temos que escrever bastante em italiano. Ainda assim, consegui tirar 7 ou mais, em cada uma das três provas.
     Estes primeiros meses são mais complicados em muitos aspectos, não somente com relação à língua e a adaptação, mas também para nos organizarmos com relação as coisas mais básicas. Aqui quase não há ônibus e tudo é muito longe. O nosso carro, um punto 1998, não é um carro novo, mas tem sido uma grande benção para nós, do contrário não seria possível fazer quase nada aqui. Somente para as coisas mais básicas (levar Lucas na Escola, ir a escola estudar o italiano, ir ao mercado, à Igreja, etc.) tenho rodado quase 1.500 quilômetros por mês. Neste mês tenho que trocar os quatro pneus do carro e colocar pneus de inverno (para a neve). Como a maioria dos missionários, recebemos sustento, isto é, aquilo que é necessário para vivermos de maneira simples, assim qualquer despesa extra, por menor que seja, é sempre um grande desafio. Ainda mais em nosso caso, onde ainda precisamos completar o valor do nosso sustento mensal.
     Se estamos na obra missionária é em obediência ao chamado de Deus. Ter convicção de que estamos no centro da vontade de Deus nos ajuda a enfrentar com determinação tantas lutas e desafios que temos atravessado ao longo deste tempo que estamos envolvidos na obra missionária, antes na Índia e agora na Europa. Na verdade não teria coragem de fazer diferente, pois como disse C.T. Studd, que foi missionário na China, Índia e África: "Se Jesus Cristo é Deus e morreu por mim, então nenhum sacrifício que eu fizer por Ele pode ser grande demais".
     Mais uma vez, somos imensamente gratos a todos amados irmãos que tem estado conosco na obra missionária, nos apoiando com as vossas orações e contribuições.
    

Motivos de oração:
  * Por nossa saúde física, emocional e espiritual;
  * Pelo Matheus e sua adaptação.
  * Por novos mantenedores.

     Com gratidão,

Pr. Paulo Henrique, Alessandra, Matheus e Lucas
========================================
Banco do Brasil Ag 3159-3 C/C 6573-0
Banco Itaú Ag 6116 C/C 00485-1
========================================