quinta-feira, 1 de setembro de 2011

Carta Informativa - Setembro de 2011

Cascais - Portugal, 01 de setembro de 2011.

“Sem Cristo, nem um passo; com Ele, em qualquer lugar!” 
(David Livingstone)

Amados irmãos e companheiros na obra missionária,

     Graça e paz da parte de nosso Senhor Jesus Cristo.

     Temos visto Deus cuidando de todos os detalhes de nossa estada em Portugal de maneira especial. Recebi há poucos dias atrás o meu cartão de residência temporária (válida por um ano) e creio que dentro de poucos dias estaremos recebendo também da Alessandra, do Matheus e do Lucas. Isto é muito importante para que possamos permanecer em Portugal legalmente.
     Estar em Portugal já é uma grande vitória, pois cremos que a experiência adquirida neste tempo será muito útil quando formos para a Itália. Foi um longo processo até chegarmos aqui e ainda temos outros desafios até chegarmos à Itália, que é o nosso alvo. Talvez, um dos mais difíceis desafios que enfrentamos seja o preconceito. Infelizmente, muitas pessoas têm uma visão errada a respeito de missões, talvez influenciadas pela teologia da libertação, que a partir da década de 70 começou a se desenvolver principalmente nos chamados países do terceiro mundo. Esta teologia baseia-se principalmente na opção preferencial pelos pobres contra a pobreza e pela sua libertação, buscando uma mudança na sociedade com uma opção esquerdista (com forte influência marxista). Quase ao mesmo tempo, no Congresso de Lausanne (1974), cerca de quatro mil líderes e evangelistas de 150 países reuniram-se para orar, estudar, debater e planejar em torno do propósito comum: a evangelização mundial. O lema de Lausanne foi: “O evangelho todo, para o homem todo, para todos os homens”. Para muitos a teologia da missão integral é uma versão evangélica da teologia da libertação, cujos principais nomes são majoritariamente católico-romanos. Apesar de haver algumas semelhanças, a principal distinção é que a missão integral busca atender as necessidades do “homem todo” (espiritual, física e social) de “todos os homens”, não somente dos pobres ou menos favorecidos. Em suma, a teologia da missão integral mantêm-se fiel as Escrituras afirmando que todos os homens (pobres ou ricos) precisam do “Evangelho todo”.
     Neste tempo em Portugal temos visto muitas necessidades espirituais. A porcentagem de evangélicos em Portugal é cerca de 3% apenas, sendo menor que a do sertão nordestino, onde se tem a menor porcentagem de evangélicos no Brasil. Nenhum país da América Latina tem uma porcentagem tão pequena de evangélicos. O país da América do Sul que tem menor porcentagem de evangélicos tem quase o dobro se comparado a Portugal. Infelizmente a situação da Itália é ainda pior, pois são menos de 1% de evangélicos! E, infelizmente, têm muitos crentes que dizem que só ajudam missionários em países pobres. Onde na Bíblia está escrito que só os mais pobres precisam do Evangelho? O Congresso de Lausanne resumiu muito bem a missão da Igreja: o evangelho todo, para o homem todo, PARA TODOS OS HOMENS. Só quem trabalhou ou trabalha na Europa sabe as dificuldades que os missionários enfrentam para levar o evangelho todo a todos os homens. Somente uma coisa nos faz prosseguir, apesar de todos os desafios, fazer a vontade de Deus e obedecer ao Seu chamado. “Pois isto é bom e agradável diante de Deus nosso Salvador, o qual deseja que TODOS OS HOMENS sejam salvos e cheguem ao pleno conhecimento da verdade.” (1Tm 2.3,4 – grifo meu).
     No dia 27 de agosto tivemos um culto especial de evangelização, onde pude compartilhar a mensagem do Evangelho de uma maneira clara e objetiva. Fizemos 600 convites, dos quais cerca de 200 foram distribuídos para os irmãos da Igreja convidarem amigos que ainda não conhecem a Cristo e os outros 400 distribuímos, juntamente com irmãos da Igreja, nas ruas próximas à Igreja. Nós tivemos a presença de pouco mais de quinze pessoas que não eram evangélicas, além de vários irmãos da Igreja. Pode parecer pouco, mas para a realidade de Portugal foi uma grande bênção. Dos visitantes presentes, cerca da metade nunca tinham entrado numa igreja evangélica em toda vida. A maioria gostou muito e querem voltar mais vezes. No final um senhor conversou comigo por vários minutos. Ele queria saber o que era uma igreja evangélica, pois era a primeira vez na sua vida que ele entrava numa igreja evangélica e gostou muito de tudo. Muitos irmãos também estão mais motivados para fazer um trabalho mais frequente para alcançar outros que ainda não conhecem a Cristo. Por favor, orem para que possamos colher muitos frutos espirituais neste tempo em Portugal.
     Continuem orando também pela saúde do meu pai. Ele está esperando os resultados de alguns exames mais detalhados, para fazer uma possível cirurgia. Nós estamos crendo no milagre de Deus. Junte-se a nós em oração!
     Não temos palavras para expressar a nossa profunda e sincera gratidão por tudo que os amados irmãos têm feito por nós. Tudo o que dissermos seria pouco, mas sei que o nosso Bom Deus há de recompensá-los. Muito obrigado a todos!

     Com gratidão,

Pr. Paulo Henrique, Alessandra, Matheus e Lucas
-----------------------------------------------------
Escreva para nós através dos e-mails:
ppaulo_henrique@hotmail.com | ppaulohenrique@gmail.com | alessandraccunha@hotmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário