sexta-feira, 8 de julho de 2011

Carta Informativa - Julho de 2011

Cascais - Portugal, 08 de Julho de 2011.

 “Dou graças ao meu Deus todas as vezes que me lembro de vós, fazendo sempre, em todas as minhas orações, súplicas por todos vós com alegria pela vossa cooperação a favor do evangelho desde o primeiro dia até agora” (Fp 1:3-5)

Amados irmãos e companheiros na obra missionária,

     Graça e paz da parte de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo.

     Aqui estamos todos bem, graças ao nosso Bom Deus. Está é a nossa primeira carta que escrevemos de Portugal.
     Ainda temos bem vívidas em nossas mentes o nosso culto de envio e despedida. Ficamos muito emocionados por ver o templo de nossa igreja completamente cheio de amados irmãos, familiares, amigos, diretores de SEMIPA e mantenedores que vieram de outras cidades. A demonstração de carinho de todos nos tocou profundamente. Muito obrigado a todos!
   Queremos agradecer também a todos os jovens (e direção) pela bonita homenagem que fizeram ao Matheus e as crianças (e direção) para o Lucas, como também a todos de SEMIPA, que nos enviaram um DVD com as mensagens de apoio e carinho de muitos amados irmãos. Não nos sentimos merecedores de tamanha expressão de carinho, mas somos imensamente gratos a todos.
     Chegamos a Lisboa no dia 25 de Junho, onde fomos muito bem recebidos pelo Pr. Alex e família. Ficamos hospedados por cerca de uma semana na casa do missionário Paulo Meireles e família que nos receberam com muita hospitalidade. O Pr. Alex, apesar de suas muitas ocupações, tem nos ajudado muito nestes primeiros dias aqui em Portugal. Mais uma vez, somos profundamente gratos ao Pr. Alex e família por tudo que eles fizeram e continuam a fazer para nos ajudar no trabalho missionário. Somos gratos também ao missionário Paulo Meireles e família, ao irmão Flávio e família que também têm nos ajudado muito, além de muitos outros que têm sido bênçãos para nossas vidas nesta adaptação em Portugal. Que Deus recompense a todos de maneira especial!
     Fomos recebidos de forma calorosa pela Igreja Baptista de Cascais, pastoreada pelo Pr. Alex, de maneira que nos sentimos bem a vontade. Nosso desejo sincero é somar e ser bênção para a Igreja Baptista de Cascais, para sua liderança e para o povo português durante este tempo aqui, com vistas a chegarmos na Itália.
   Nossos primeiros dias em Portugal têm sido bastante corridos para agilizarmos todos os documentos necessários. Já conseguimos o registro de alguns documentos, mas outros ainda são necessários. Por favor, estejam orando para que Deus continue dirigindo e nos abençoando em todo este processo.
     Nos mudamos para um apartamento alugado no dia 01/07. O apartamento já tem alguns móveis e eletrodomésticos, mas ainda precisamos comprar outras coisas. O nosso endereço é: Rua Santarém, nº 125, R/C D - Pai do Vento - 2755-292 - Alcabideche – Portugal. O nosso telefone é: (351 – código DDI de Portugal) 218214653.
     Precisamos muito de vossas orações. Por favor, continuem orando também pela saúde do meu pai que ainda está esperando os resultados para iniciar o tratamento. Nós cremos num grande milagre de Deus.
     Ainda estamos tentando nos adaptar às diferenças culturais e linguísticas de Portugal. Apesar de ser a mesma língua, existem muitas palavras diferentes, algumas até muito estranhas para nós. Acho ainda muito cedo tentar expressar quaisquer impressões sobre o povo ou a cultura portuguesa, mas algo notório é a necessidade espiritual. As igrejas são ainda poucas e há mais de oitenta cidades sem nenhuma igreja evangélica.
     Mais uma vez, somos imensamente gratos a todos amados irmãos que tem estado conosco na obra missionária, nos apoiando com as vossas orações e contribuições.

     Com gratidão,

Pr. Paulo Henrique, Alessandra, Matheus e Lucas
-----------------------------------------------------
Escreva para nós através dos e-mails:
ppaulo_henrique@hotmail.com | ppaulohenrique@gmail.com | alessandraccunha@hotmail.com
Para contribuir:
Banco do Brasil Ag 3159-3 C/C 6573-0 ou Banco Itaú Ag 6116 C/C 00485-1 (Paulo Henrique P. Cunha)

Nenhum comentário:

Postar um comentário