quarta-feira, 15 de abril de 2009

Sua oração pode ser um investimento eterno!

Oração é o único meio adequado para multiplicar nossos esforços, rápido o suficiente para ceifar a colheita que Deus deseja...
Talvez nos falte qualidades especiais ou treinamento. Mas nós podemos sempre trabalhar com Deus através da oração... Oração é a maneira suprema de sermos trabalhadores juntos com Deus...
Oração não é apenas um meio para comunicar com Deus e receber ajuda de Deus, é também um investimento eterno! O registro (de nossas orações) nos céus são adequadamente mantidos pelos anjos. Nosso Deus não é injusto para esquecer seu trabalho e amor que você tem mostrado por Ele, ajudando outros (Heb 6:10). Também Ele não é passível a se esquecer o seu sagrado e ardente desejo, sua intercessão e suas lágrimas. Orações egoístas se perderão, mas as tais não são verdadeiras orações. Nem orações feitas com as motivações erradas terão qualquer validade perante Deus (Tiago 4:3).
Intercessão pela salvação de outros, para a edificação da Igreja de Cristo, por reavivamento entre o povo de Deus e pela evangelização do mundo, todas partilham de caráter eterno... Tais orações não podem morrer até que sejam cumpridas de acordo com a santa vontade de Deus. Tais orações são eternos investimentos...
Orações feitas no Espírito nunca morrem até que elas sejam realizadas de acordo com o propósito planejado de Deus. Sua resposta pode não ser o que nós esperamos ou quando esperamos, mas Deus freqüentemente nos concede muito mais abundantemente além do que podemos pensar ou pedir. Orações sinceras nunca se perdem...
Orações feitas de acordo com a vontade de Deus nunca se perdem. Deus as preserva em Seu próprio registro e um dia elas serão respondidas. Ele recompensará inteiramente todos aqueles cujas orações ajudaram vencer batalhas espirituais e abriram portas para o trabalho de Deus (missionário) no mundo.

Extraído do Livro:
Touch the world through Prayer (Toque o mundo através da Oração) - Wesley L. Duewel - OM Books (Tradução Livre)

Nenhum comentário:

Postar um comentário