terça-feira, 17 de fevereiro de 2009

Candidato a servo inútil

Por Pr. Paulo Henrique

Assim também vocês, quando tiverem feito tudo o que lhes for ordenado, devem dizer: ‘Somos servos inúteis; apenas cumprimos o nosso dever’”. (Lc 17.10 NVI)

Algum tempo atrás estive pregando em uma Conferência Missionária em Mogi das Cruzes - SP, onde também esteve palestrando o Pr. Edison Queiróz que têm uma vasta experiência ministerial e missionária. Se, independente da Igreja, já sinto um frio na barriga antes de pregar, ali foi maior.
Ouvir este homem de Deus realmente me impactou. De primeiro instante o que mais marca na vida deste homem de Deus não é a ostentação pessoal, mas a sua simplicidade e humildade. A primeira coisa que ele fez ao pegar o microfone foi reafirmar isto. Ele contou a experiência que teve em certa igreja. O pastor desta igreja disse que era difícil apresentar o Pr. Edison Queiróz que tinha tanta experiência e títulos merecidos. Então, este pastor perguntou por qual título o Pr. Edison Queiróz preferia ser nomeado. O Pr. Edison Queiróz pensou alguns segundo e disse: - Já sei por qual título gostaria de ser chamado. CANDIDATO A SERVO INÚTIL!
Fazendo referência a Lc 17.10, que diz que depois de fazermos tudo que nos é ordenado devemos nos considerar servos inúteis, pois apenas cumprimos o nosso dever; ele concluiu dizendo que, como ele ainda não fez tudo que é ordenado, ele é apenas um candidato a servo inútil. Esta atitude muito nobre deveria ser imitada por outros seguidores de Cristo, pois o Pr. Edison Queiróz, ao agir desta maneira, está apenas seguindo o exemplo de Jesus (Fp 2), nosso supremo modelo e exemplo. Mas, infelizmente, não é este o tipo de atitude que vemos nos dias atuais.
O texto bíblico acima não se refere a um servo que não quer fazer nada para o seu Senhor, mas ao contrário fala de um servo fiel que reconhece que mesmo depois de haver feito tudo que foi ordenado, fez somente a sua obrigação. Assim, se alguém ora 24 horas por dia (se isto for possível), não deveria se vangloriar, pois está fazendo somente aquilo que foi ordenado (orai sem cessar – 1 Ts 5.17). Também, se alguém prega 24 horas por dia, não está fazendo mais que sua obrigação (prega a palavra, insta a tempo e fora de tempo – 2Tm 4.2). Por que então algumas pessoas ostentam “seus feitos” com tanto orgulho, quando ainda nem mesmo chegaram próximo de cumprir tudo o que nos foi ordenado?
Já vi alguns “pregadores famosos” chegarem ao extremo de dizer que devemos ter credito sobrando com Deus, ou seja, negando a GRAÇA, eles afirmam que quando se faz algo para Deus é como se Deus ficasse então nos devendo algum favor. Que tremenda heresia!
Deus nunca fica devendo nada para ninguém. Ao contrário, ele pagou a nossa dívida (Col 2.14). E não há nada, absolutamente nada, que nos faça merecedores da salvação ou de qualquer outra bênção de Deus. Tudo que recebemos de Deus é pela sua GRAÇA (favor imerecido). A Bíblia nos mostra de maneira muito clara que não merecemos nada, mas ainda assim nosso Bom Deus nos concede suas bênçãos, pelos méritos de Jesus Cristo na cruz do Calvário.
Muitas pessoas, e até lideres, querem ser reverenciados pelos títulos que ostentam. Poucas vezes, ou melhor, raramente líderes se intitulam de servos, servo inútil ou candidato a servo inútil então, nem pensar. Nossa sociedade, muito diferentemente do nosso Bom Deus, costuma medir as pessoas pelo que elas têm ou fazem, ao passo que Deus nos mede pelo que somos. Deus não nos mede pelo exterior (o que temos ou fazemos), mas sim pelo interior (quem realmente somos).
Se somos usados por Deus em algum ministério especifico não deveríamos ostentar nenhum orgulho. Afinal não fizemos nada para merecermos a salvação e tudo que recebemos de Deus é pela sua GRAÇA (favor imerecido). É Deus que nos dá a força, o vigor, a inspiração e a graça para fazermos algo na Sua obra. A Ele somente seja a glória por tudo! Nós, nem mesmo ainda, chegamos ao nível de poder dizer que fizemos tudo que nos foi ordenado. Considero-me também, mais um candidato a servo inútil.
Devemos prosseguir fazendo tudo aquilo que nos é ordenado, sempre com um coração grato a Deus, que nos dá a Sua graça para realizarmos a Sua obra. Apesar de não sermos dignos Ele nos faz participantes de Suas obras neste mundo. Que tremendo privilégio!

Um comentário:

  1. Que Deus use a vida de vocês na Itália, e onde mais Ele quiser que vocês estejam!
    Estarei orando pelo ministério! :]

    Na paz de Cristo,
    Francine.

    www.HEIRESS.zip.net

    ResponderExcluir