terça-feira, 27 de janeiro de 2009

Pedi a Deus

Pedi a Deus para ser forte, a fim de executar projetos grandiosos,
E Ele me fez fraco, para conservar-me na humildade...
Pedi a Deus que me desse saúde, para realizar grandes empreendimentos,
E Ele me permitiu doença, para compreendê-lo melhor...
Pedi a Deus que me desse riquezas, para tudo possuir,
E Ele me deixou pobre, para não ser egoísta...
Pedi a Deus o poder, para que os homens precisassem de mim,
E Ele me deu a humildade, para que eu precisasse dEle...
Senhor,
Não recebi nada do que pedi, mas me deste tudo de que eu precisava.
E quase contra a minha vontade,
As preces que eu não fiz foram ouvidas...
Que assim seja Deus!!!
Entre todos os homens,
Ninguém tem mais do que eu.

quarta-feira, 21 de janeiro de 2009

Pr. Alex Branco e família

Na Segunda-feira (19/01) tivemos a grande alegria de rever e receber em nossa casa grandes amigos, Pr. Alex Branco, esposa Lidiane, e filhas Micaela e Alexandra. O Pr. Alex Branco e família têm dedicado suas vidas na obra missionária, já tendo servido na Ásia, Noruega e, atualmente, em Portugal. Temos uma grande admiração por estes grandes amigos e somos abençoandos pela amizade deles. O Pr. Alex e família foram e têm sido uma grande bênção em nossas vidas e temos um eterna dívida de gratidão para com eles.

quarta-feira, 14 de janeiro de 2009

Árvore dos amigos

Existem pessoas em nossas vidas que nos deixam felizes pelo simples fato de terem cruzado o nosso caminho.
Algumas percorrem ao nosso lado, vendo muitas luas passarem, mas outras apenas vemos entre um passo e outro. A todas elas chamamos de amigo.
Há muitos tipos de amigos. Talvez cada folha de uma árvore caracterize um deles.
O primeiro que nasce do broto é o amigo pai e o amigo mãe. Mostram o que é ter vida.
Depois vem o amigo irmão, com quem dividimos o nosso espaço para que ele floresça como nós.
Passamos a conhecer toda a família, a qual respeitamos e desejamos o bem.
Mas o destino nos apresenta outros amigos, os quais não sabíamos que iam cruzar o nosso caminho.
Muitos desses são designados amigos do peito, do coração.
São sinceros, são verdadeiros.
Sabem quando não estamos bem, sabem o que nos faz feliz...
Às vezes, um desses amigos do peito estala o nosso coração e então é chamado de amigo namorado.
Esse dá brilho aos nossos olhos, música aos nossos lábios, pulos aos nossos pés.
Mas também há aqueles amigos por um tempo, talvez umas férias ou mesmo um dia ou uma hora.
Esses costumam colocar muitos sorrisos na nossa face, durante o tempo que estamos por perto.
Falando em perto, não podemos nos esquecer dos amigos distantes, que ficam nas pontas dos galhos, mas que quando o vento sopra, aparecem novamente entre uma folha e outra.
O tempo passa, o verão se vai, o outono se aproxima, e perdemos algumas de nossas folhas.
Algumas nascem num outro verão e outras permanecem por muitas estações.
Mas o que nos deixa mais feliz é que as que caíram continuam por perto, continuam aumentando a nossa raiz com alegria.
Lembranças de momentos maravilhosos enquanto cruzavam o nosso caminho.
Desejo a você, folha da minha árvore, Paz, Amor, Saúde, Sucesso, Prosperidade... Hoje e Sempre...
Simplesmente porque: Cada pessoa que passa em nossa vida é única.
Sempre deixa um pouco de si e leva um pouco de nós.
Há os que levaram muito, mas não há os que não deixaram nada.
Esta é a maior responsabilidade de nossa vida e a prova evidente de que dois amigos não se encontram por acaso.

terça-feira, 6 de janeiro de 2009

Carta Informativa - Janeiro de 2009

São José do Vale do Rio Preto / RJ, 6 de Janeiro de 2009.

Aproximando-se, porém, o tempo da promessa que Deus tinha feito a Abraão...” (At 7.17a)

Amados irmãos e companheiros na obra missionária,

Graça e a paz da parte de nosso Senhor Jesus Cristo.

É uma grande alegria poder lhes escrever mais uma vez. Somos imensamente gratos a Deus pela vida de cada um de vocês que têm nos acompanhado e participado de nossa labuta na obra missionária.
Estamos todos bem, graças ao nosso Bom e Gracioso Deus. Ele não tem nos deixado só em nenhum momento (Jo 8.29).
Iniciamos um novo ano e com ele muitas expectativas. Confesso para os irmãos que não têm sido fácil este tempo de espera. Estando ainda na Índia, antes de voltarmos para o Brasil, já orávamos para que este tempo transitório, de um campo missionário para o outro, fosse o mais breve possível. Sinceramente não consigo explicar a razão desta “aparente demora”, mas lembro-me como se fosse hoje, de uma mensagem profética entregue pelo Pr. Jander Magalhães, quando havia apenas poucos meses que tínhamos chegado ao Brasil. Na mensagem profética o Senhor disse que mesmo que eu não conseguisse entender o porquê deste tempo no Brasil era necessário e que após este período ele estaria fazendo coisas grandiosas através de nossas vidas na Itália. Se o Senhor disse que era necessário, quem sou eu para dizer que não, embora na minha fraqueza ainda questione, vezes por outras. Ainda bem que o Senhor nos entende e nos ama mesmo com nossa tão pequenina fé para crer e descansar em suas promessas.
Apesar das grandes dificuldades que ainda temos pela frente, como a documentação (temos batido em tantas portas, mas só o Senhor pode abri-las) para o visto e mais mantenedores, além da grande alta do valor do euro, estamos firmes nas promessas de Deus. Cremos que como diz o versículo acima (com respeito a Abraão), está se aproximando o tempo da promessa. Deus tem usado diferentes irmãos, de diferentes lugares, para reafirmar estas promessas. A maioria deles nunca se viram, mas ainda assim a mensagem profética é a mesma. Até mesmo a Alessandra tem experimentado isto também. O Senhor tem falado que o tempo da promessa está se aproximando. Ele nunca se adianta e nem atrasa, mas chega no momento certo. Temos sido consolados e confortados pelas promessas de Deus que nos motiva a continuarmos, a seguirmos em frente, quando muitos desistem e param. E, como nos alegra saber que além do Senhor, podemos continuar contando com muitos amados irmãos que estão conosco e não nos abandonaram. O tempo da promessa está se aproximando!
Para que os irmãos possam visualizar um pouco do que Deus fez e está fazendo por, com e através de nossas vidas, criamos sete álbuns de fotos em nossa página do Orkut, com mais de 200 fotos. Por questão de segurança, limitados a visualização somente para os amigos de Orkut, então para visualizá-las basta nos adicionar no seu Orkut (se tiver). Para ficar mais fácil para encontrar nossa página no Orkut, basta buscar pela comunidade de SEMIPA.
Quase as vésperas do Natal fomos surpreendidos pelos irmãos da Assembléia de Deus em Todos os Santos que nos enviaram pelo correio uma grande e farta cesta de Natal. Ficamos muito emocionados com esta demonstração de amor e carinho, ainda mais por enviar uma cesta com quase 20 quilos pelo correio. Obrigado a todos estes amados irmãos. Nos faltam palavras para expressar nossa gratidão.
Queremos também externar a nossa profunda e sincera gratidão (embora palavras sejam incapazes de expressar o nosso verdadeiro sentimento) a todos amados irmãos que têm caminhado conosco na obra missionária. Alguns tenho como pais, outras como mães, além de muitos irmãos e irmãs. Jamais nos esquecemos de todos vocês. Muito obrigado a todos por segurarem as cordas da oração e contribuição!

Com gratidão,

Pr. Paulo Henrique, Alessandra, Matheus e Lucas
-----------------------------------------------------
Escreva para nós através dos e-mails:
ppaulo_henrique@hotmail.com | ppaulohenrique@gmail.com | alessandraccunha@hotmail.com

O silêncio de Deus

"Não lhe respondeu palavra." (Mateus 15.23)
"Calar-se-á por seu amor." Sofonias 3.17)

Pode ser que esteja lendo estas linhas um filho de Deus que passa por alguma tristeza esmagadora, algum desapontamento amargo, um golpe doído vindo de onde nunca se esperaria. Está ansioso pela voz do Mestre a dizer-lhe: "Tem bom ânimo", mas só encontra silêncio e um sentimento de mistério e tristeza - "Não lhe respondeu palavra."
O terno coração de Deus muitas vezes deve doer, ouvindo os tristes e queixosos lamentos que se levantam do nosso coração fraco e impaciente; lamentamos, porque não vemos que é por amor de nós que Ele não responde, ou que nos diz o contrário do que parece melhor aos nossos olhos embaçados pelas lágrimas, olhos de tão curta visão. O silêncio de Jesus é tão eloqüente quanto a Sua voz, e pode ser um sinal , não de desaprovação, mas de aprovação e de Seu profundo propósito de benção para a nossa vida.
"Por que estás abatida, ó minha alma?" Ainda o louvarei, sim, até pelo silêncio de Deus. Aqui vai uma velha e bonita estória do sonho que uma senhora crente teve a respeito de três pessoas que oravam. Enquanto estavam de joelhos, o Mestre chegou-Se a elas. Ao aproximar-Se da primeira inclinou-Se para ela, e sorrindo com amor falou-lhe com voz suave. Deixando-a, dirigiu-se à Segunda, mas só pôs a mão sobre a sua cabeça curvada e deu-lhe um olhar de aprovação. Pela terceira Ele passou quase abruptamente, sem Se deter para uma palavra ou olhar . A mulher , em seu sonho, pensou consigo: "Quanto Ele deve amar a primeira; à Segunda Ele deu Sua aprovação, mas nenhuma das demonstrações de amor que deu à primeira; e a terceira deve tê-Lo entristecido muito, pois não lhe deu nenhuma palavra e nem sequer um olhar.
"O que será que ela fez e por que Ele fez tanta diferença entre elas." Enquanto procurava interpretar a atitude de seu Senhor, Ele mesmo aproximou-Se dela, no sonho e disse: "Ó mulher, quão erradamente me interpretaste. A primeira mulher de joelhos precisa de toda a minha ternura e cuidado para conservá-la em meu caminho. Precisa sentir o meu amor, meu cuidado e auxílio a cada momento do dia. Sem isto iria falhar e cairia. A Segunda já tem uma fé muito mais forte e um amor mais profundo, e posso esperar dela que confie em mim sejam quais forem as circunstâncias e o que quer que os outros façam. A terceira, que eu parecia nem notar e quase negligenciar, tem fé e amor da mais alta qualidade, e eu a estou treinando, através de processos enérgicos e drásticos, para o mais alto e santo serviço. Ela me conhece tão de perto e confia em mim tão inteiramente, que não depende de palavras, olhares ou qualquer demonstração sensível de minha aprovação. Não desmaia nem desanima diante de nenhuma circunstância que eu a faça atravessar; ela confia em mim, mesmo quando o sentimento, a razão e os mais fortes instintos do coração natural se rebelariam - porque sabe que estou operando nela para a eternidade, e que o que eu faço, conquanto não o saiba explicar agora, compreendê-lo-á depois. Eu me calo em meu amor porque amo além do poder de expressão das palavras e do poder do entendimento do coração humano, e também por causa de vós, para que possais aprender a me amar e confiar em mim correspondendo espontaneamente ao meu amor, com o amor dado pelo Espírito, sem o estímulo de nenhuma coisa exterior para fazê-lo brotar."
Ele fará maravilhas, se aprendermos o mistério do Seu silêncio, e se O louvarmos por todas as vezes em que Ele retira as Suas dádivas a fim de que conheçamos melhor o Doador e o amemos mais.
Fonte: Mananciais no Deserto

domingo, 4 de janeiro de 2009

Amigos

Uma árvore não fica de costas para ninguém.
Dê a volta em torno dela.
A árvore estará sempre de frente para você.
Os Verdadeiros Amigos, também.
Dizem os Chineses:
Árvore plantada com amor nenhum vento derruba
Uma Verdadeira Amizade, também.
Quem planta árvores, cria raízes.
Quem cultiva bons amigos, também.
As árvores, como os amigos, produzem
beleza para os olhos e ouvidos,
na mudança sutil de suas cores,
com o passar das estações, no ondular
de suas folhas ao vento e sombra, sempre
Sombra protetora como as dos amigos;
sombra que varia com o dia, que avança
e faz variados rendados de luz,
semelhantes aqueles, de estrelas.
As árvores são sinônimo de Eternidade.
Uma Verdadeira Amizade, é PARA SEMPRE.